DekapColor System – Yamá

Hoje vim falar de um produto que minha mãe testou e achei interessante compartilhar com vocês.

Está é uma dica para quem tem cabelos tingidos, só que não está satisfeito com a cor e quer retirar sem o uso de água oxigenada e amônia. Então vamos lá!

Informações sobre o produto:

DekapColorO DekapColor System, da Yamá, remove a coloração dos cabelos em algumas aplicações sem afetar a pigmentação natural, deixando macios e saudáveis  Ele atua removendo somente os corantes artificiais da coloração. Não contém amônia ou agente oxidante, por isso pode ser aplicado em cabelos quimicamente tratados com alisamentos e relaxamentos à base de tioglicolatos, hidróxidos ou guanidina, escovas progressivas, permanentes, mechas e tinturas.

Já em cabelos com alisamento a base de hennês, tinturas progressivas ou com base de sais metálicos e hennas, ele não apresenta resultados.

O percentual de remoção da coloração poderá ser parcial ou total, de acordo com a condição estrutural do cabelo, tom da coloração, volumagem da água oxigenada e também o tempo em que esta coloração vem sendo utilizada.

O produto não age como descolorante clareador, quando se utiliza o produto ele apresenta uma coloração desbotada em relação a cor natural.

Cada aplicação do DekapColor tem o tempo de ação máximo de 30 minutos e pode ser realizada até 2 aplicações no mesmo dia. Caso precise de uma nova aplicação, será preciso esperar até 7 dias.

Quando o resultado for obtido poderá ser aplicado no mesmo dia a coloração.

É importante ler o guia de aplicação antes de aplicar o produto.

Testando

kitFui dar uma olhada no rótulo e confesso que essa parte de tintura para cabelos não é meu forte. Há um ingrediente que não consegui decifrar sua função (acredito que é o que faz a função principal de remoção da tintura). Portanto vou falar brevemente sobre a formulação. O kit vem com dois potes, um contendo uma formulação onde o ativo removedor se encontra, e a outra é uma formulação em creme, onde contém ativos que ajudam na hidratação. Além disso vem com um potinho medidor e um folheto explicativo.

A minha mãe estava com os cabelos bem escuros e queria tirar um pouco dessa coloração, deixar os fios um pouco mais claros e com a cor uniforme.

texturaTextura do frasco 1 ( gel consistente)| Textura do frasco 2 (creme)

A aplicação foi feita de acordo com o descrito no folheto. Foi misturado o frasco de nº 1 com o de nº 2 em partes iguais, portanto (1:1). Após misturado foi aplicado nos cabelos secos, mecha por mecha, deixando uma distância da raiz do cabelo (recomenda-se a distância de 1 cm). Deixou agir por 30 minutos. Feito isso os cabelos foram lavados com shampoo neutro e levemente condicionados. Caso necessite de mais uma aplicação do produto no mesmo dia, é preciso ver as condições do cabelo pois se não poderá resseca-lós.

O resultado obtido foi este:

testeAntes | Após uma aplicação do DekapColor

Ainda assim achamos necessário outra aplicação do produto, pois o cabelo da minha mãe estava bem escuro.

A segunda aplicação foi feita no dia seguinte, por falta de tempo. O processo foi feito da mesma forma que a primeira vez. Logo após os cabelos foram tingidos. A coloração utilizada foi uma mistura de Louro Natural (7.0) e Louro Natural Marrom Acinzentado (7.71).

E foi assim que ficou:

testeApós a segunda aplicação do DekapColor | Com os cabelos tingidos

Achei que conseguiu retirar bem a coloração e deixou a cor da tintura uniforme, claro que isso também irá depender do modo que se aplica a tintura.

O que minha mãe achou?

Retirou bem a coloração e ela não sentiu ressecar muito os fios. A aplicação foi fácil. Seu cheiro é um pouco forte. É uma boa alternativa para fugir dos processos de descoloração com água oxigenada, que danifica muito os fios.

O pote rende várias aplicações. Foram utilizados duas aplicações e ainda tem produto. Talvez dê para mais duas aplicações.

Preço: R$ 31,10.

Espero que tenham gostado da dica 😉

Bjosss 

Anúncios

Alisamento e Relaxamento

alisamentos e relaxamento

Hoje em dia as pessoas recorrem muito as processos químicos para domar os fios. Muitas vezes não sabem o que estão aplicando e se é necessário aquele tipo de processo. Por esse motivo é importante ir a um salão de cabeleireiro de confiança, para que ele possa analisar o seu fio e escolher o processo mais indicado e que tenha o efeito que queira. A ajuda de um profissional químico também é muito importante. Por isso, aqui está parte do que aprendi sobre estes processos bastante utilizados: o alisamento e o relaxamento.

  • Alisamento- deixa os fios lisos e sem volume.
  • Relaxamento- deixa os cachos maiores e sem volume.
Como funcionam?

O cabelo é constituido por uma proteína fibrosa, a queratina. Esta contém alto teor de enxofre, devido a presença do aminoácido cistina.

estrutura dos cabelosAtravés da cutícula ocorrem os processos de difusão de reagentes químicos para o interior do fio, mas é o córtex o responsável pela curvatura do cabelo. Para modificar essa curvatura é necessário alterar a estrutura do córtex, que é mantida através de ligações.

O fio de cabelo é estruturado através de três tipos de ligações:

  • Hidrogênio- são ligações fracas, rompidas pela presença de água. Promovem o efeito liso temporário.
  • Salinas- são ligações intermediárias. Desaparecem quando o cabelo é colocado em soluções ácidas ou básicas. São interações eletrostáticas.
  • Enxofre- são ligações fortes (covalentes). Formadas quando um átomo de enxofre se liga a outro átomo de uma cadeia vizinha (o aminoácido cistina que citamos acima). Para mudar a curvatura é necessário quebrar essas ligações que estabilizam a estrutura da queratina, promovendo mudanças permanentes. Então é aqui que os ativos do alisamento e do relaxamento reagem.
Princípios Ativos

NaOH (Hidróxido de Sódio)

  • O processo ocorre em pH 13*, sendo assim bem irritante quando em contato com a pele.
  • É preciso proteger o couro cabeludo antes da aplicação, normalmente se usa vaselina sólida, o que torna difícil sua remoção.
  • O sódio é facilmente hidrolisável, portanto se ele não for removido por completo após a aplicação, corre o risco de hidrolisar e promover novamente o aumento no ph.
  • Indicado para cabelos crespos (afro).
  • Não deve ser usado com tintura.

Hidróxido de Guanidina

  • É uma mistura entre duas substâncias, o hidroxído de cálcio e o carbonato de guanidina.
  • Não é estável, portanto é preciso ser preparado na hora da apliacação.
  • pH 11*.
  • Indicado para cabelos crespos e sensíveis, além de mistos e frisados.
  • Se usar tinturas pode causar danos médios ao cabelo.

LIOH (Hidróxido de Lítio)

  • Menos hidrolisável, por exemplo que o NaOH. Com isso menos irritante.
  • Menos solúvel. Portanto propício a não homogênização, caso este for mal formulado. Assim corre o risco de se ter uma dosagem maior em certos pontos e menor em outros.
  • É um processo intermediário a NaOH e a Guanidina.
  • Indicado para cabelos crespos (afros).

Base de Ácido Tioglicólico ou Tiolactato

  • Procedimentos com essa base necessitam de agentes neutralizantes. Podem ser eles: Amônia (com pH em torno de 10 e é mais permeavél que a monoetanolamina, porém é tóxica se inalada); Monoetanolamina (pH em torno de 10, odor menor).
  • Normalmente são usados em mistura ao Hidróxido de Sódio.
  • pH 9*.
  • Indicado para cabelos com a raiz lisa e levemente ondulados.
  • Pode ser usado com tinturas.

*Entenda mais sobre o pH aqui.

O oxoacetamida de carbocisteína e o ácido glioxílico são os mais novos alisamentos usados nos salões. Estes prometem substituir o formol, porém ainda não se tem o reconhecimento da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

É importante ficar atento!

Quando um cabelo é alisado com NaOH ou Guanidina, temos resíduos de Cálcio ou Sódio na fibra, portanto se utilizarmos o Tioglicolato com esses íons, vamos ter como produto o Tioglicolato de Cálcio ou de Sódio, ambos rompem todas as ligações dissulfídicas sendo ótimos depilatórios e Não alisantes.

Verifique se seu cabelo encontra em condições boas, pois esses processos acabam retirando substâncias que protegem o cabelo, como proteínas e hidrolipídicos. É válido fazer o teste de mecha.

É preciso ter cuidados redobrados após esses processos químicos, pois os fios ficam muito fragilizados.

É essencial a ajuda de um profissional para a aplicação. Além disso peça sempre a ele para abrir a embalagem na sua frente, evitando com que ele misture outros produtos.

Espero ter ajudado vocês!

Bjosss

Do que o seu cabelo precisa?

Alisamento, coloração, progressiva, secador, chapinha, sol, mar, são tantos procedimentos que danificam os fios, que tornam-os difícil de serem cuidados. A hidratação dos cabelos faz uma grande diferença. Descubra do que ele precisa, invista em boas máscaras capilares e veja você mesma como eles estarão mais fáceis para pentear, secar, com brilho e maciez.

Formas de manter os cabelos hidratados

Hidratação

A hidratação devolve o teor hídrico dos fios ressecados, ou seja, devolve a água aos fios, retendo a umidade sobre eles. Quando as cutículas dos fios estão alinhadas refletem brilho permanecem macios.

Este tipo de procedimento funciona para cabelos com ressecamentos leves, que apresentam porosidade devido a agressões externas, cutículas danificadas, o que deixam os cabelos desalinhados e arrepiados. A hidratação age na parte externa da fibra capilar.

A hidratação é indicada para todos os tipos de cabelos. Escolha um ativo ou leia atentamente o rótulo para comprar uma para máscara para seu tipo de fio e necessidade, desta forma irá deixar seus cabelos saudáveis e prevenir futuros danos. Normalmente é indicado uma hidratação a cada 15 dias, para cabelos não muito ressecados, que acabam não passando por processos muito agressivos no dia-a-dia. Caso contrário, em cabelos bem ressecados, é preciso hidratação toda semana.

Ativos:

Chocolate, Semi di Lino, Glicerina, Manteiga de Karité, Manteiga de Cacau, Manteiga de Karité, Manteiga de Abacate, Manteiga de Macadâmia, Manteiga de Cupuaçu, Manteiga de Tutano, Manteiga de Murumuru, Silicones, Aloe Vera, D’Pantenol, Bepantol, Ceramidas, Vitamina A, Vitamina E, Vitamina B1, Vitamina B3, Óleo de Mamona, Óleo de Uva, Óleo de Amendoas, Óleo de Coco. Todos óleos vegetais são lipídeos, não use Óleos Minerais. Eles não são compatíveis com os fios e são oclusivos.

Reconstrução

A reconstrução repõe nutrientes perdidos e restaura a fibra capilar. Ela dá aos fios os componentes essencias, como as proteínas, perdidas por processos bem agressivos, como as químicas em gerais.

Os fios que precisam deste tipo de processo apresentam-se geralmente além de ressecados, quebradiços e fracos. Essa quebra ocorre por falta de matéria prima do próprio cabelo, como a queratina e aminiácidos. Um tratamento mais profundo age no cortéx, depositando substâncias protéicas perdidas entre as fahas que os fios apresentam. É ideal que seja feita uma vez ao mês, por ser um tratamento mais profundo e  que tem maior durabilidade.

Ativos:

Proteínas principalmente as hidrolisadas, penetram melhor no fio. Queratina, Creatina,  Aminoácidos, Cisteina, Colágeno, Glicina, Alanina, Valina, Leucina, Isoleucina, Serina, Treonina, Lisina, Arginina, Ácido Aspártico, Glutamato, Prolina, Oxiprolina, Histidina, Tirosina, Fenilalanina, Metionina.

Imagens Microscópicas do fio de cabelo: 1-Fio hidratado com a cutícula alinhada/2- Pontas duplas/3- Fio danificado com a cutículas aberta/4- Fio com perda da cutícula.

Dicas:
  • Todos os cabelos precisam de hidratação, sejam eles normais, levemente ressecados ou extremanete danificados.
  • Se você tem preguiça de hidratá-los, de usar aquelas máscaras que precissam de touca térmica e um tempo maior, faça o seguinte: use uma boa máscara de hidratação com ação rápida uma vez por semana, isso vale para qualquer caso de danos. Uma ou duas vezes ao mês use uma máscara mais potente e com tempo de ação maior, seja ela para hidratação ou recontrução (dependendo dos seus fios). É assim que faço nos meus cabelos, uso máscaras hidratantes de rápida ação toda semana e outra mais potente de duas a uma vez ao mês.
  • Cabelos com danos severos além de máscaras reconstrutoras, precisam ser hidratados toda semana.
  • Cuidado! Hidratação em excesso pode causar efeito contrário aos fios, ao invés de hidratá-los, pode sobrecarregar os fios.

Agora é só reservar um tempinho e cuidar dos fios!

Cuidados no Inverno – Cabelos

Vento, umidade do ar, banho quente. O inverno trás inúmeras consequências a nossa pele e aos nossos cabelos. Por isso fique atento e tome mais cuidado.

Cabelos

No inverno os cabelos tendem a ressecar ou ficar mais oleosos, isso porque alguns fatores externos acabam agravando. Por exemplo, um dos maiores vilãos, o banho quente. Ele retira o manto hidrolipídico do couro cabeludo (camada de gordura natural) que tem como função proteger, com isso os fios tende a ficar mais ressecados. Por outro lado, há casos em que o organismo entende que com a ausência da oleosidade, ele precise produzir mais desse manto hidrolipídico, deixando os cabelos mais oleosos. Isso ocorre normalmente em pessoas com cabelos já oleosos.

Essa produção excessiva de oleosidade no couro pode favorecer a proliferação de fungos, como a caspa (dermatite seborreica) e piorar seu quadro.

Dica:

  • Não lave os cabelos com água muito quente;
  • Seus cabelos ressecam muito principalmente no inverno, então não deixe de hidratá-los. Use produtos com ação rápida;
  • Evite dormir com os cabelos molhados, pois provoca o aparecimento de fungos e bactérias;
  • Se for usar o secador use um protetor térmico, para evitar que os fios se quebrem.

1- Shampoo Phytoervas Anti-caspa. Com extrato de Jaborandi e Ervas. Preço: R$ 16,50 – 250 ml.

2 e 3- Shampoo e Condicionador head & solders Anti-caspa e Anti-coceiral. Com Eucalipto. Preço: R$ 11,18 – 200 ml e R$ 11, 22– 200 ml.

4 e 5- Shampoo e Condicionador L’Occitane reparador aromacologia. Para cabelos secos, danificados. Sua fórmula contém 5 óleos essenciais: Angélica, Lavanda, Gerânio, Ylang-Ylang e Laranja Doce, além de proteínas de trigo. Preço: R$ 38,00– 300 ml e R$ 42,00– 250 ml.

6 e 7-  Shampoo e Condicionador Tresemmé Hidratação Profunda. Com Vitamina E, Omega 9 e Queratina. Preço: R$ 10,84– 400 ml e R$ 11,62– 400 ml.

8- Shampoo Natura Plant Controle de Oleosidade. Com extrato de Moringa e agentes reguladores de oleosidade. Preço: R$ 8,50– 300 ml.

9- Shampoo Vizcaya Botanique cabelos oleosos. Com Alecrim e Ativos Vegetais. Preço: R$ 16,92– 200 ml.

10- Ampola Elsève Reparação Total 5+. Enriquecido com bio-ceramida, aminoácidos e vitaminas, age em apenas 60 segundos. Preço: R$ 6,38– 15 ml.

11- Ampola Pantene 3 minutos milagrosos. Sua fórmula com Pro-Vitaminas age em 3 minutos. Preço: R$ 5,41– 15 ml.

12- John Frieda Frizz-Ease Hair Serum. Protege contra os danos causados por estilizadores e exposição UV que levam ao frizz. Preço: R$ 59,80– 50 ml.

13- Spray Protetor Térmico Avon Advance Techniques. Preço: R$ 13,00– 150 ml.